Site Autáquico - Câmara Municipal de Monção

Monção

Fale Connosco
> Monção > Áreas de Ação > Serviços Urbanos > Abastecimento de Água
Abastecimento de Água


O abastecimento público de água às populações constitui um serviço essencial ao bem-estar, à saúde pública e à segurança coletiva das populações, às atividades económicas e à proteção do ambiente.

O Município de Monção é, atualmente, responsável pela gestão de 10 Sistemas de Abastecimento de Água, os quais incluem a captação, tratamento e distribuição domiciliária. Além destes, existem 13 sistemas, sob a gestão das Juntas de Freguesia, através de contrato interadministrativo de delegação de competências.

As Freguesias, com competência delegada pelo Município, são as seguintes: - Anhões, Barroças e Taias, Cambeses, Ceivães, Moreira, Lara, Lapela, Luzio, Pias, Pinheiros, Tangil, Troporiz e Trute.

Os Sistemas de Abastecimento de Água, sob a gestão do Município, na sua maioria, são abastecidos, conforme é descriminado no mapa a seguir apresentado, através de captações próprias, do tipo superficial (poços com drenos horizontais) e/ou do tipo subterrânea (nascentes). Depois de captada, a água sofre um processo tratamento que consiste, essencialmente, na desinfeção através de hipoclorito de sódio, com o objetivo de destruir microrganismos patogénicos que a água bruta possa conter, e, nalguns casos, a correção do PH, a fim de minimizar o seu efeito corrosivo, sendo "a posteriori" armazenada em reservatórios, a partir dos quais é feita distribuição domiciliária.

Existem, no entanto, dois sistemas, Sendim e Terrada, e uma parte do sistema da Várzea, cujo abastecimento de água é feito a partir do Sistema de Abastecimento de Água em Alta, cuja entidade gestora é a empresa Águas do Norte, S.A..

Em termos volumétricos, a água extraída em captações próprias do Município, corresponde a um valor percentual de 70%, enquanto que a água fornecida pela empresa Águas do Norte, corresponde a um valor percentual de 30%, aproximadamente

Os restantes sistemas, sob a gestão das freguesias acima referidas, são abastecidos através de captações próprias, com as tipologias acima referidas e com idênticos processos de tratamento/desinfeção.

A água captada em captações subterrâneas (furo vertical, mina e/ou nascente) tem registado, até ao momento, elevada qualidade. As áreas de recarga das captações são zonas não povoadas onde as pressões ambientais são reduzidas. No entanto, os incêndios florestais e a eventual existência de animais colocam o problema de degradação da matéria orgânica e potencial introdução de contaminantes no meio hídrico subterrâneo. Devido à natureza dos solos da região, essencialmente graníticos e granitóides, as águas são geralmente ácidas, com valores de pH que podem variar entre os 5,0 e 6,5 unidades de pH.

A água captada em captações superficiais (poços com drenos) assume especial relevância atendendo à facilidade de captação e disponibilidade de caudais, registando, no entanto, maior vulnerabilidade à poluição comparativamente com as origens subterrâneas. No entanto, até ao momento não se registam alterações significativas na qualidade da água captada, apresentando-se com boa qualidade. As bacias drenantes destas captações apresentam algumas pressões antrópicas que, poderão vir a afetar a qualidade da água.

A desinfeção de água para fins de abastecimento constitui uma medida que, em caráter corretivo ou preventivo, deve ser obrigatoriamente adotada em todos os sistemas públicos. Somente um processo de desinfeção bem controlado, antes da água atingir o ponto de consumo, é que poderá garantir a qualidade da água do ponto de vista de saúde pública.

Os Sistemas de Abastecimento de Água, cuja gestão é da responsabilidade da Câmara Municipal, compreendendo uma rede de distribuição, com uma extensão total de 270 Km, aproximadamente, abrange um total 10.270 alojamentos, havendo, atualmente, um total 7.712 consumidores ativos.

De uma forma resumida, os Sistemas de Abastecimento de Água, sob a gestão do Município, e respetivas caraterísticas, são os indicados na tabela abaixo apresentada.


QUALIDADE DA ÁGUA

Em conformidade com o disposto no Decreto-Lei n.º 306/2007, de 27 de Agosto, o Municipio de Monção, como entidades gestora de Sistemas de Abastecimento Público, disponibiliza à população água devidamente tratada e controlada.

O Controlo de Qualidade da água para Consumo Humano, na área geográfica de influência da Municipio, é efectuada através de um conjunto de análises de avaliação da qualidade da água, realizadas com carácter regular, de acordo com um programa de controlo de qualidade da água, anualmente aprovado pela Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos (ERSAR). O Programa de Controlo de Qualidade da Água para o ano 2020 é o que a seguir se indica.

Para cumprimento do disposto na legislação em vigor, trimestralmente são publicados os resultados obtidos no controlo de qualidade da água distribuída em cada zona de abastecimento. 

Câmara Municipal de Monção
Edifício do Loreto - Praça Deu-la-Deu
4950-480
Monção

Tlf. +351 251 649 000
Fax: +351 251 649 010
Email:dasa@cm-moncao.pt 

Horário de Funcionamento
Segunda a sexta: 09h00 - 16h30m


SUGESTÕES E/OU RECLAMAÇÕES

Envie a sua sugestão e/ou reclamação face a todo e qualquer aspeto relacionado com o serviço de abastecimento de água, drenagem de águas residuais e recolha de resíduos sólidos urbanos por:

• email: dasa@cm-moncao.pt ou gap@cm-moncao.pt
• carta ou fax indicando o nome, NIF, morada e número de consumidor

Em alternativa, poderá dirigir-se ao Balcão Único da Câmara Municipal de Monção.