Site Autáquico - Câmara Municipal de Monção

Monção

Fale Connosco
> Notícias > CERIMÓNIA DE INSTALAÇÃO DOS ÓRGÃOS AUTÁRQUICOS - QUADRIÉNIO 2021 - 2025

CERIMÓNIA DE INSTALAÇÃO DOS ÓRGÃOS AUTÁRQUICOS - QUADRIÉNIO 2021 - 2025

06.10.2021
9 de outubro, sábado, pelas 17h00, no Cine teatro João Verde.
 
Cerimónia de Instalação dos Órgãos Autárquicos para o quadriénio 2021-2025, realiza-se no dia 9 de outubro, sábado, pelas 17h00, no Cine Teatro João Verde. Conforme disposto no Nº 1 do Artº 45 da Lei Nº 169/99, após o ato de instalação decorre, pelas 19h00, a primeira reunião da Assembleia Municipal de Monção. 
 
António Barbosa reeleito Presidente da Câmara Municipal
 
Como resultado das eleições autárquicas, realizadas no dia 26 de setembro, o PSD voltou a conquistar a Câmara Municipal de Monção, tendo António Barbosa, 45 anos, sido reeleito presidente da autarquia monçanense, reforçando a maioria absoluta.
 
Num total de 7 elementos com assento no executivo municipal, o PSD conquistou 5 e o PS 2. Assim, António Barbosa entra no segundo mandato (2021 – 2025) com o maior resultado de sempre do PSD no concelho de Monção, tendo ganho nas 33 freguesias.
 
Traduzido por números, o PSD obteve 7.306 votos (62,28%), o PS conseguiu 3.490 votos (29,75%) o CHEGA 207 votos (1,76%), o CDS/PP 206 votos (1,76%) e o PCP-PEV 115 votos (0,98%). Num total de 11.730 votantes (60,59%), houve ainda 213 votos em branco (1,82%) e 193 votos nulos (1,65 %).
 
Relativamente ao último ato eleitoral autárquico, em 2017, o PSD aumentou o seu resultado em 1532 votos, tendo as restantes forças politicas descido as respetivas votações: o PS perdeu 1792 votos, o CDS/PP 399 votos, e o PCP-PEV 116 votos. O CHEGA concorreu pela primeira vez.
 
Armando Fontainhas venceu eleições para a Assembleia Municipal
 
Armando Fontainhas, 54 anos, voltou a ganhar as eleições para a Assembleia Municipal de Monção, conquistando 6.636 votos (56,57%), mais 2.679 votos que o candidato do PS, Augusto Domingues, que conseguiu 3.957 (33,73%). O CHEGA teve 261 votos (2,23%), o CDS-PP 209 votos (1,78%) e o PCP-PEV 177 votos (1,51%).
 
Num total de 25 deputados municipais, o PSD elegeu 16 (mais 4 em relação a 2017) e o PS alcançou 9 (menos 2 em relação a 2017). Com exceção da freguesia de Cambeses, ganha pelo PS, Armando Fontainhas, venceu nas restantes 32 freguesias do concelho.
 
Com 11.730 votantes, equivalente a uma taxa de votação de 60,59%, estando 19.361 pessoas inscritas nos cadernos eleitorais, verificaram-se ainda 296 votos em branco (2,52%) e 194 votos nulos (1,65%). Aos 25 deputados eleitos, juntam-se, por inerência, os 24 presidentes de junta, sendo a Assembleia Municipal de Monção constituída por 49 elementos.
 
Trata-se da terceira vitória consecutiva de Armando Fontainhas para aquele órgão, depois dos triunfos alcançados em 2017 e 2013. Neste último caso, apesar de mais votado nas urnas, não exerceu como Presidente da Assembleia Municipal, uma vez que os 49 deputados, elegeram o candidato do PS, António Simões.
 
18 juntas do PSD, 3 do PS e 3 Independentes
 
O resultado eleitoral traduziu-se num novo mapa autárquico no concelho de Monção com 18 juntas do PSD, 3 do PS e 3 Independentes. Em termos globais, o PSD alcançou 6.031 votos (51,40%), o PS atingiu 3.954 votos (33,70%), os Independentes conseguiram 951 votos (8,10%), Nós Cidadãos chegou aos 154 votos (1,31%) e o PCP/PEV ficou-se pelos 33 votos (0,28%).
 
O PSD venceu em Abedim, Barbeita, Bela, Lara, Longos Vales, Merufe, Moreira, Pias, Podame, Portela, Riba de Mouro, Segude, Tangil, Anhões/Luzio, Ceivães/Badim, Messegães/Valadares/Sá, Monção/Troviscoso, e Sago, Lordelo/Parada. O PS ganhou em Barroças e Taias, Cambeses e Mazedo/Cortes e os Independentes em Pinheiros, Trute e Troporiz /Lapela.
 
16 autarcas repetem mandato, um em outra freguesia, passando de Podame para Barbeita, e 8 fazem a sua estreia como presidentes de junta. Num total de 11.734 votantes (65,29%), registaram-se 345 votos brancos (2,94%) e 266 votos nulos (2,27%). No global, o PSD elegeu 105 elementos, o PS 50 e os Independentes 23.